Entenda o papel dos pais na educação dos filhos

Educação familiar
28 | 06 | 2021

O papel dos pais na educação dos filhos é fundamental para a formação de valores. Afinal, a família é responsável por iniciar o processo de desenvolvimento da criança — físico e intelectual.

Os pais também são os principais agentes para que os filhos se tornem pessoas íntegras.

É uma tarefa desafiadora e, muitas vezes, nem sempre fácil de cumprir, especialmente por conta do trabalho e das inúmeras funções acumuladas no dia a dia.

Diante disso, como participar mais ativamente da vida dos filhos, educar e acompanhar o desempenho na escola?

Embora existam muitas questões em torno desse assunto, hoje abriremos espaço para conversar e propor alguns caminhos sobre a educação dos filhos. Continue a leitura!

Educação e escolarização

Para começar, vale esclarecer dois conceitos que parecem iguais, mas não são: educação e escolarização.

A educação, de acordo com a própria definição da palavra, é um processo contínuo de desenvolvimento do ser humano, possibilitando a formação e integração dele como cidadão na sociedade. 

Isso começa com os pais, pois eles são os principais responsáveis pela formação dos filhos como pessoa.

Por outro lado, a escolarização é um conjunto de conhecimentos obtido por meio da escola, sendo o professor o responsável por ensinar.

A confusão entre os dois termos é justificada. Uma vez que educar é um conceito mais amplo e que também envolve escolarização.

Na maioria dos países, inclusive no Brasil, a educação é um direito do cidadão, sendo dever do Estado garantir acesso a ela.

Porém, o papel dos pais nesse processo de formação pessoal não pode ser transferido para a escola.

Ou seja, a instituição de ensino e os professores não assumirão as responsabilidades que são dos pais, algo que certamente seria inviável.

Para que as crianças e adolescentes recebam a melhor educação e escolarização, é necessário que tanto a escola quanto a família atuem em conjunto.

O papel dos pais na educação dos filhos

Se a escolarização fica sob responsabilidade da escola, qual é o papel dos pais na educação dos filhos e como desempenhá-lo bem?

Em primeiro lugar, os pais precisam ter em mente que, de uma forma ou de outra, serão exemplos para os filhos.

As crianças observam o comportamento e atitudes dos pais e das mães, então, seja o melhor modelo possível, aquele que você gostaria que seus filhos seguissem.

Além de impor limites, ensinar a ter respeito, reconhecer e corrigir erros, os pais também devem marcar presença na vida dos filhos, assumindo o papel de incentivadores da criança ou adolescente.

Mais do que falar “faça a lição de casa”, é fundamental acompanhar as atividades escolares, fazer perguntas e demonstrar interesse pelo que a criança está aprendendo.

Não é obrigação dos pais saber como ensinar algum conteúdo, mas sim motivar os filhos a serem curiosos, terem interesse pela escola e superarem desafios. Lembre-se ainda de que apoiar os sonhos deles também é parte importante desse papel.

Como oferecer uma boa educação

Até aqui, falamos sobre as diferenças entre escolarização e educação, assim como o papel dos pais na educação dos filhos.

Agora, apresentaremos algumas dicas práticas de como educar melhor para que seus filhos desenvolvam suas habilidades plenamente e alcancem bons resultados na escola.

Esteja presente no dia a dia e aberto ao diálogo

Mencionamos um pouco sobre a importância de estar presente no dia a dia, contudo vale reforçar essa questão.

Mais do que falar como a criança ou adolescente deve se comportar e agir, é preciso marcar presença na vida dos filhos.

E isso não significa que o pai ou a mãe deva se dedicar exclusivamente a eles, uma vez que a grande maioria trabalha bastante e tem inúmeras tarefas ao longo do dia.

No entanto, reserve momentos em que sua atenção esteja voltada apenas para seus filhos.

O importante é a qualidade e não a quantidade de horas que será reservada para estar com as crianças. Por exemplo, estabeleça alguma refeição do dia para fazerem juntos, sem distrações, como o uso do celular.

Além disso, crie oportunidades para conversar e se mantenha disponível ao diálogo. Escute o que eles têm a dizer, com atenção e empatia, permitindo que expressem seus sentimentos sem receio.

Essas duas práticas são fundamentais para criar laços mais profundos com os filhos.

Participe das atividades promovidas na escola

Participar das atividades escolares é parte integrante do papel dos pais na educação dos filhos. De fato, criar uma parceria entre escola e família proporciona inúmeros aspectos positivos para as crianças e adolescentes.

Aliás, muitas escolas incentivam isso, promovendo encontros periódicos, reuniões, eventos e festividades abertas à comunidade.

Então, quando elas ocorrerem, abra espaço na sua rotina e participe das atividades.

Esses momentos são importantes, pois possibilitam para os pais:

  • conhecimento sobre a rotina das crianças e adolescentes na escola;
  • conversas com professores e diretores para saber se algo não está indo bem;
  • orientações para auxiliar os filhos.

Assim, faça disso um compromisso, especialmente as reuniões escolares.

No entanto, se não for possível comparecer a alguma delas, agende uma conversa com o diretor da escola ou o professor. Assim você ficará por dentro dos últimos acontecimentos escolares da vida do seu filho.

Acompanhe o desempenho escolar

Além de ir às reuniões e atividades promovidas pela escola, outro papel dos pais na educação dos filhos é o acompanhamento do desempenho escolar.

Por tanto, verifique o desenvolvimento das lições e trabalhos. Análise também se existe alguma dificuldade específica.

Quando os pais estão por dentro de como está a vida escolar do filho, fica muito mais fácil identificar onde é necessário fazer ajustes e oferecer qualquer tipo de auxílio extra.

Inclusive, isso viabiliza a intervenção logo no início do problema e evita desafios maiores que interferem no aprendizado.

Estimule a participação em atividades extracurriculares

Os pais também devem estimular a participação dos filhos em atividades extracurriculares — que são importantes para complementar a formação da criança e do adolescente.

Existem diversas opções, mas uma boa alternativa é verificar as que a própria escola disponibiliza e até mesmo o centro cultural da comunidade.

No entanto, converse com seus filhos para compreender os gostos deles e escolher a melhor opção de atividade.

Fique atento ainda à faixa etária da criança e observe a rotina dela para não sobrecarregá-la.

Outra dica é pensar em atividades extras de longo prazo e que trazem benefícios futuros, como aprender um novo idioma, participar de clubes de leitura ou fazer parte de equipes esportivas.

Incentive a prática da leitura

A leitura é um hábito essencial e que também deve ser estimulado pelos pais, independentemente da idade dos filhos.

Por isso, reserve momentos do dia para leitura em família e opte por livros adequados à faixa etária.

Além disso, livros digitais e audiobooks também são ótimas ferramentas de incentivo à leitura.

Caso não tenha acesso a livros, procure a livraria da escola ou da comunidade para que seus filhos conheçam materiais variados de literatura.

Preste atenção no comportamento

Você presta atenção no comportamento do seu filho? Então, saiba que isso também faz parte do papel dos pais na educação.

Obviamente, seus filhos passarão por transformações, mas é preciso estar atento e saber os momentos em que é necessário intervir.

É importante acompanhar as mudanças para que elas não levem a um mau comportamento com colegas e professores ou até mesmo a dificuldades de aprendizagem.

Sempre que precisar, procure ajuda e converse com o diretor e professores.

De fato, o papel dos pais na educação dos filhos é algo muito relevante e que deve ser considerado com atenção.

Assim, essa questão vai muito além do que proporcionar acesso ao ensino — demandando tempo, esforço e dedicação.

Entretanto, lembre-se de estar presente na vida do seu filho e fortaleça sua parceria com a escola.

Quer descobrir mais dicas como essas? Então, acompanhe nossas redes sociais. Estamos no Facebook, Instagram, YouTube e LinkedIn!

Leia também

Assuntos Relacionados